Versão em Inglês Versão em Espanhol
Produtos

Quer mais informações sobre nossos produtos e serviços?

Clique na capa do nosso folder abaixo!

 

catalogo 2016

 

 

ENTENDENDO O PROCESSO DE DOBRA E COLAGEM
DE SACOLAS DE PAPEL COM MÁQUINAS

 

Existem diversos sistemas que se propõem a dobrar e colar sacolas de papel. Alguns são completamente automáticos, outros sugerem o processo em mais de uma etapa.

Evidentemente, o equipamento ideal é o que possui a menor intervenção humana – Entretanto, equipamentos assim são vantajosos em alguns casos, porém têm contra si desvantagens significativas em outras situações. Exigem investimentos expressivos, ocupam grandes espaços, exigem um considerável tempo de SETUP e perda de materiais, obrigando a gráfica a buscar grandes pedidos pois não se justificam para tiragens menores que 10.000 unidades para cada arranque de máquina.

 

Assim, vamos apresentar uma solução intermediária, muito eficiente e com custos de aquisição bem menores.

 

O PROCESSO:

A solução intermediária utiliza a seguinte estrutura:

  1. Etapa 1: Máquina para colagem da lateral da sacola e formação do tubo da embalagem
  2. Etapa 2: Máquina para preparo do fundo da embalagem para posterior encaminhamento à máquina que dobra, cola e fecha o
    fundo da sacola
  3. Etapa 3: Máquina para dobra, colagem e fechamento do fundo da sacola

 

Máquina da Etapa 1:

Dobradeira/Coladeira de lateral da sacola e formadora do fundo

Este equipamento dobra e cola a lateral da sacola e forma o tubo da embalagem. Possui um elevador-alimentador automático que através de pinças e ventosas alimenta todo o sistema. Utiliza cola hotmelt (colagem à quente) – possui um painel touchscreen que controla toda a máquina, programando velocidade, motores, esteira, pistola de cola, etc. Possui um rápido SETUP e está preparada para cargas intensas de trabalho.

 tubemaker novo

 

 

Máquina da Etapa 2:

Preparadora do fundo da embalagem:

Normalmente, os processos de dobra e colagem de sacolas utiliza mão de obra para preparo do fundo da sacola para posterior encaminhamento à máquina que fecha o fundo. Aqui temos uma boa notícia: já fornecemos a máquina que elimina essa etapa, num processo EM LINHA com a máquina da ETAPA 1. Ou seja: a folha entra na máquina da ETAPA 1 e depois de colada a lateral e formado o tubo, o sistema alimenta automaticamente esse equipamento que preparará o fundo da embalagem sem intervenção humana. 

A redução de tempo e custos é expressiva pois tudo é feito num único procedimento.

 

Máquina da Etapa 3:

Máquina dobradeira, coladeira e fechadora do fundo da sacola

 

Esse equipamento dobra, cola e fecha do fundo da sacola. Depois da embalagem passar pela ETAPA 2, esse equipamento encerra o processo de dobra e coalgem.

Neste caso, alimentação das folhas é feita manualmente por questões técnicas – requer apenas 1 operador que facilmente gerencia o processo com grande produtividade e qualidade de colagem (da mesma forma, a colagem é por hot melt).

Possui um “SETUP” (preparo da máquina)  muito rápido e se ajusta praticamente a todos os tamanhos mais usuais de sacolas. Por ser um processo automatizado e colagem por hot melt, o sistema mantém uma uniformidade de processo, economizando cola e mantendo a constância da qualidade e resistência da colagem. Esse equipamento diferencia-se dos demais concorrentes por várias razões.

 

Citamos algumas:

 

  1. Máquina muito robusta, preparada para altas cargas de trabalho;
  2. Possui um SETUP (preparo da máquina) muito rápido, através de um painel touchscreen PLC (Programming Logic Controller);
  3. O  sistema coleiro controla 4 pistolas de cola de alta precisão que permite várias programações;
  4. As pistolas podem aplicar o filete de cola nas abas ou no reforço do fundo, se houver;
  5. As pistolas também aplicam 4 pontos de cola nos 4 cantos do fundo da embalagem, aumentando a segurança do produto e evitando que se coloque o dedo ou qualquer outro objeto nesse local com o intuito de abri-la;
  6. Também é possível dobrar e colar a boca da sacola (abas superiores);
  7. É possível colar uma folha na outra no caso de colagem de duas folhas;
  8. O equipamento também pode dobrar e colar alguns tipos de pequenas caixas.

 

bottom sealer nova

 

 

IMPRESSORAS FLEXOGRÁFICAS

 

O QUE É FLEXOGRAFIA?

A flexografia é um processo de impressão direto caracterizado pelo emprego de uma fôrma relevográfica (isto significa que seus grafismos ou áreas de impressão estão em relevo) e resiliente, produzida na forma de chapas planas ou camisas (tubulares, para máquinas impressoras dotadas de mandris e sistema de ar comprimido, indicadas para trocas rápidas).

 

Com o desenvolvimento do fotopolímero pela multinacional Dupont, a flexografia passou por uma mudança sem dúvida revolucionária: chapas com maior durabilidade, precisão e qualidade, aptas a serem gravadas com lineaturas superiores a 42 l/cm. O nome comercial do fotopolímero da Dupont – o “Cyrel” tornou-se sinônimo de chapas flexográficas, muito embora hoje exista uma quantidade expressiva de outras soluções.

 

A última tecnologia na gravação de fôrmas flexográficas são os sistemas de gravação direta a laser em camisas tubulares confeccionadas de fotopolímero (Cyrel Round) e diversos tipos de borrachas (elastômeros) especiais. Existe também a gravação direta DLE “Direct Laser Engraving” onde a imagem é gravada diretamente na camisa (cilindro emborrachado), dispensanso o uso de produtos quimicos em seum processo e possibilitando a impressão contínua (sem emenda).

 

Nossa recomendação: é preciso ter algum cuidado na escolha desses equipamentos. Variáveis sutís podem fazer grande diferença na hora de operá-las. Portanto, preço não é a única coisa que deve ser analisado – Consulte uma pessoa experiente ou fale conosco – nós lhe daremos as principais informações que ajudarão na hora de decidir a compra.

 

NOSSAS SOLUÇÕES:

A ForEx buscou fabricantes de flexográficas já consagrados pelo mercado. A razão principal é a grande variedade de soluções existentes mas, na maioria dos casos, não atendem as necessidades e peculiaridades da indústria gráfica do Brasil.

 

Assim, vamos separá-las em 2 CATEGORIAS.

 

 

CATEGORIA 1:

 

Impressoras flexográficas destinadas a trabalhos onde a exigência colorimétrica e precisão de registro não são tão grandes. Destinam-se à impressão de áreas chapadas ou em situações onde a precisão do registro não seja tão relevante. Assim, são muito usadas na impressão de papel uitilizado em sacos/sacolas de:

 

- alimentos,

- fast food,

- supermercados,

- farmácias, drogarias,

- lojas de roupas e confecções;

- outros segmentos que utilizam embalagens.

 

OUTRAS INFORMAÇÕES:

  1. Fácil de operar;
  2. Permite a programação da quantidade de impressão, parando a máquina automaticamente;
  3. O controle de frequência é importado e adapta-se facilmente à velocidade de impressão;
  4. O sistema de secagem com alta rotação coordenada é eficiente e confiável; o sistema é cortado automaticamente quando a máquina é parada ou desligada;
  5. O dispositivo de controle longitudinal de registro é ajustável em até 360 graus;
  6. A tinta de impressão é espalhada de forma equilibrada e homogêna em todo o cilindro.

 

MODELOS:

 Máquina-flexografica-4cores

 

DETALHES TÉCNICOS:


Esta Tabela mostra os modelos disponíveis mais comercializados. Entenda a tabela:

Exemplo:
Modelo LIFRX-2600, significa que trabalha com 2 cores e tem 600mm de boca

Modelo LIFRX-4800, significa que trabalha com 4 cores e tem 800mm de boca, e assim por diante.

 

 

MODELO

LARGURA DE IMPRESSÃO

COMPRIMENTO DE IMPRESSÃO

PRODUÇÃO
(até)

NÚMERO DE CORES

DIMENSÕES

LIFRX-2600

560 mm

180-1200 (mm)

50m /min

2

2300×1600×2200mm

LIFRX-2800

760 mm

180-1200 (mm)

50m /min

2

2300×1800×2200mm

LIFRX-21000

960 mm

180-1200 (mm)

50m /min

2

2300×2000×2200mm

LIFRX-4600

560 mm

180-1200 (mm)

50m /min

4

4800×1600×2400mm

LIFRX-4800

760 mm

180-1200 (mm)

50m /min

4

4800×1800×2400mm

LIFRX-41000

960 mm

180-1200 (mm)

50m /min

4

4800×2000×2400mm

LIFRX-6600

560 mm

180-990 (mm)

50m /min

6

4800×1600×2400mm

LIFRX-6800

760 mm

180-990 (mm)

50m /min

6

4800×1800×2400mm

LIFRX-61000

960 mm

180-990 (mm)

50m /min

6

4800×2000×2400mm

 

 

CATEGORIA 2:

Enquadram-se nessa categoria as flexográficas cujo resultado de impressão atendem a qualidade exigida para certos tipos de produtos. Normalmente são usadas para impressão em substratos (papel, plástico) como sacos de pão com publicidade, papel de presente, etc. Seus recursos e ajustes finos têm maiores recursos que propiciam resultados superiores aos da impressão flexo tradicional (CATEGORIA 1).

 

O QUE É CILINDRO ANILOX:
É o dispositivo que aplica a tinta ao clichê – ele pode ser feito em vários materiais e isso fará toda a diferença na qualidade da impressão. Para as máquinas dessa categoria são utilizados cilindros de cerãmica, muito mais precisos e resistentes, fundamentais para um processo homogêneo. Muitas empresas não comentam esse importante detalhe e, obviamente, vendem seus equipamentos com preço menor passando aos clientes a falsa idéia de que estão fazendo um bom negócio na contrapartida de outro equipamento concorrente. 

 

 

O QUE SE ESPERA DO CILINDRO ANILOX? 

 

O QUE SE ESPERA

COMO SE ALCANÇA

APLICAÇÃO CONSTANTE

Garantindo a tolerância da cilindricidade

Garantindo a tolerância de batimento

Garantindo a profundidade constante ao longo do corpo (parâmetros corretos, constantes e estáveis de gravação

RESISTÊNCIA AO DESGASTE

Aplicando revestimento adequado para atender às necessidades dos trabalhos aos quais o cilindro é exposto.

 

 

 

Modelos: ligue para nós e passaremos todas as informações pertinentes.

 

 

 

Máquina de fabricação de sacos de papel 

fundo reto ( formato ” V ” )

 

Produção de sacos de papel  com fundo em “V” ideal para sacos de pão, supermercados, fast food, etc.

 

Esse equipamento produz o saco de papel propriamente dito. Não imprime – produz apenas o saco a partir de bobinas de papel, impressas previamente em impressoras próprias para esse fim.

 

Algumas características:

Sistema de controle programável PLC touch screen, o que possibilita o acompanhamento do trabalho em tempo real. A estabilidade é garantida pelo motor servo ultra preciso.

 

Equipada com sistema de contagem automático. O usuário pode ajustar um número padrão de contagem e quando a máquina atingir a quantidade programada, a última sacola de cada contagem será lançada de maneira que se destaque das demais para que facilite sua contagem.

 

  1. O sistema de colagem do fundo é facilmente ajustável para diferentes especificações de cola.
     
  2. A estrutura da faca é facilmente desmontável e sua instalação não necessita de ajustes complicados.
  3. Possui sensor de segurança do protetor de faca. A máquina só liga se o protetor de faca estiver fechado.
  4. O sistema formador do tubo de papel é totalmente ajustável, o que melhora a estabilidade e eficiência do trabalho, diminuindo o tempo
    de ajuste.
  5. Sistema simples de dobragem com ajuste de largura.
  6. Sistema preciso de marcação em traços coloridos para a regulagem da posição de corte da sacola. A principal função do sistema de marcação para regulagem é evitar o reajuste após a troca do rolo de papel, travamento do rolo de papel ou queda de energia. A máquina pode parar automaticamente quando a marcação estiver fora da regulagem economizando tempo e diminuindo a taxa de desperdício.
  7. Sistema de controle de limite de papel com dois sensores fotoelétricos. O operador tem a opção de ajustar apenas um sensor separadamente.
  8. Sistema pneumático de suspensão do rolo de papel, facilmente ajustável com apenas um botão; não havendo necessidade de esforço físico para o ajuste do rolo de papel. Possibilita maior estabilidade na alimentação de papel evitando desvios.
  9. Sistema “touch screen” de controle de tensão automático ou manual.
  10. Sistema automático de lubrificação com ajuste de quantidade de óleo. Sua principal função é evitar danos à máquina por esquecimento de lubrificação. Torna a manutenção mais fácil!

 

Especificações Técnicas:

 

Modelo

FRX/sv-400

FRX/sv-600

Comprimento de corte (mm)

150 à 460

230 à 620

Comprimento da Sacola (mm)

145 à455

225 à 615

Colado com película

Não

Sim

Velocidade Max. Pçs/min

300

230

Peso da Máquina Kg

3000

3300

Tamanho da Máquina

4580x1650x1850

4750x1650x1850

 

Maquina formato V

 

 

Dois modelos de máquinas são apresentados neste video, a Máquina de fabricação de sacos com fundo reto ( formato ” V ” ) e Máquina de fabricação de sacos com fundo quadrado.

 

 

 

 

Máquina Corte e vinco 750×520

com Hot Stamping

 

Equipamento desenvolvido para cargas intensas de trabalho, com corte & vinco de alta precisão e pressão. O sistema automático de lubrificação garante o funcionamento sempre abaixo dos níveis de stress dos componentes mecânicos. Possui um painel de controle de fácil operação mas de grande precisão nos ajustes dos trabalhos.

Quando acoplado ao sistema de Hotstamping, o equipamento implementa consideráveis recursos para outros tipos de serviços.

A estrutura da máquina é robusta, e seu chassi é fundido em peça única, propiciando um aumento significativo da vida útil das máquinas.

 

 

 

Máquina aplicadora de ponteiras de acetato
em alças de sacolas (polipropileno, gorgurão e papel torcido) 

 

 

Elimina definitivamente um gargalo expressivo de sua produção que é a confecção do nó nas alças. Imagine produzir 100.000 nós para 25.000 sacolas – é tedioso, lento, improdutivo e o pior: ainda existe o risco de ficar mal colocado na sacola.

Este equipamento foi desenvolvido para colocar terminadores (ponteiras) nas alças (cordinhas) de polipropileno, papel torcido e gorgurão facilitando sobremaneira esse processo. 

 

Principais vantagens:

1) Elimina totalmente o processo manual de produção de nó;

 

Com alças com ponteiras, o produto fica bem melhor acabado, o seu cliente recebe as embalagens mais cedo e sua empresa fatura antes.

 Maquina-de-colocacao-de-ponteiras-de-acetado-em-alcas-de-sacolas

 

 

filme de acetato

 

Máquina de fazer alça de papel torcido

com Switcher

 

Este equipamento foi desenvolvido para agilizar o processo de colagem de alças de papel torcido em sacolas de papel.

 

A máquina produz de forma rápida, segura e eficiente o “sanduíche” de papel que prende a cordinha que posteriormente é colado no interior da embalagem. O equipamento recebe a bobina de papel e a alça de papel torcido – aplica o processo de corte e colagem automaticamente, resultando uma alça presa entre 2 tirantes de papel. Permite a programação dos tamanhos desejados e também a contagem da quantidade. É de fácil operação e dispensa conhecimento anterior.

 

Fornecemos a instalação, treinamento e Assistência Técnica.

 

As alças de papel torcido estão sendo cada vez mais difundidas por serem bastante resistentes, são ecologicamente corretas e dão um toque de requinte interessante numa embalagem de papel.

 

 

Máquina de fazer cordinhas

de papel torcido

Com o constante crescimento do apelo ecológico, houve um aumento expressivo da necessidade de construir embalagens que atendessem essa tendência. Surgiram então as alças de papel torcido.

Assim, esse equipamento foi desenvolvido justamente para atender a demanda crescente desse insumo de forma rápida e produtiva.

 

 

 

 

Máquina de produção de cordinhas

de polipropileno

Este equipamento foi projetado para uma produção expressiva de alças de polipropileno (cordinhas de nylon).

Numa única máquina temos, num primeiro modelo, a opção de centralizar 6 unidades produtivas – isso é extremamente eficiente já que facilita o controle do processo, além de reduzir significativamente a mão de obra necessária para isso.

Podem ser ofertados modelos com 6, 8 ou 12 unidades (cabeçotes) de produção – Com isso, podemos produzir várias alças simultaneas de uma mesma cor ou cores diferentes.

 

 

Rua Otávio Cesário Pereira,78 - Itajaí – Santa Catarina - Brasil
+55 47 3241 0909
contato@4exconsulting.com.br