ENTENDENDO O PROCESSO DE DOBRA E COLAGEM DE SACOLAS DE PAPEL COM MÁQUINAS

Existem diversos sistemas que se propõem a dobrar e colar sacolas de papel. Alguns são completamente automáticos, outros sugerem o processo em mais de uma etapa.

Evidentemente, o equipamento ideal é o que possui a menor intervenção humana – Entretanto, equipamentos assim são vantajosos em alguns casos, porém têm contra si desvantagens significativas em outras situações. Exigem investimentos expressivos, ocupam grandes espaços, exigem um considerável tempo de SETUP e perda de materiais, obrigando a gráfica a buscar grandes pedidos pois não se justificam para tiragens menores que 10.000 unidades para cada arranque de máquina.

Assim, vamos apresentar uma solução intermediária, muito eficiente e com custos de aquisição bem menores.

O PROCESSO:

A solução intermediária utiliza a seguinte estrutura:

  1. Etapa 1: Máquina para colagem da lateral da sacola e formação do tubo da embalagem
  2. Etapa 2: Máquina para preparo do fundo da embalagem para posterior encaminhamento à máquina que dobra, cola e fecha o
    fundo da sacola
  3. Etapa 3: Máquina para dobra, colagem e fechamento do fundo da sacola

Máquina da Etapa 1:

Dobradeira/Coladeira de lateral da sacola e formadora do fundo

Este equipamento dobra e cola a lateral da sacola e forma o tubo da embalagem. Possui um elevador-alimentador automático que através de pinças e ventosas alimenta todo o sistema. Utiliza cola hotmelt (colagem à quente) – possui um painel touchscreen que controla toda a máquina, programando velocidade, motores, esteira, pistola de cola, etc. Possui um rápido SETUP e está preparada para cargas intensas de trabalho.

 tubemaker novo

Máquina da Etapa 2:

Preparadora do fundo da embalagem:

Normalmente, os processos de dobra e colagem de sacolas utiliza mão de obra para preparo do fundo da sacola para posterior encaminhamento à máquina que fecha o fundo. Aqui temos uma boa notícia: já fornecemos a máquina que elimina essa etapa, num processo EM LINHA com a máquina da ETAPA 1. Ou seja: a folha entra na máquina da ETAPA 1 e depois de colada a lateral e formado o tubo, o sistema alimenta automaticamente esse equipamento que preparará o fundo da embalagem sem intervenção humana. 

A redução de tempo e custos é expressiva pois tudo é feito num único procedimento.

Máquina da Etapa 3:

Máquina dobradeira, coladeira e fechadora do fundo da sacola

Esse equipamento dobra, cola e fecha do fundo da sacola. Depois da embalagem passar pela ETAPA 2, esse equipamento encerra o processo de dobra e coalgem.

Neste caso, alimentação das folhas é feita manualmente por questões técnicas – requer apenas 1 operador que facilmente gerencia o processo com grande produtividade e qualidade de colagem (da mesma forma, a colagem é por hot melt).

Possui um “SETUP” (preparo da máquina)  muito rápido e se ajusta praticamente a todos os tamanhos mais usuais de sacolas. Por ser um processo automatizado e colagem por hot melt, o sistema mantém uma uniformidade de processo, economizando cola e mantendo a constância da qualidade e resistência da colagem. Esse equipamento diferencia-se dos demais concorrentes por várias razões.

Citamos algumas:

  1. Máquina muito robusta, preparada para altas cargas de trabalho;
  2. Possui um SETUP (preparo da máquina) muito rápido, através de um painel touchscreen PLC (Programming Logic Controller);
  3. O  sistema coleiro controla 4 pistolas de cola de alta precisão que permite várias programações;
  4. As pistolas podem aplicar o filete de cola nas abas ou no reforço do fundo, se houver;
  5. As pistolas também aplicam 4 pontos de cola nos 4 cantos do fundo da embalagem, aumentando a segurança do produto e evitando que se coloque o dedo ou qualquer outro objeto nesse local com o intuito de abri-la;
  6. Também é possível dobrar e colar a boca da sacola (abas superiores);
  7. É possível colar uma folha na outra no caso de colagem de duas folhas;
  8. O equipamento também pode dobrar e colar alguns tipos de pequenas caixas.

 

bottom sealer nova

Máquina aplicadora de ponteiras de acetato
em alças de sacolas (polipropileno, gorgurão e papel torcido) 

Elimina definitivamente um gargalo expressivo de sua produção que é a confecção do nó nas alças. Imagine produzir 100.000 nós para 25.000 sacolas – é tedioso, lento, improdutivo e o pior: ainda existe o risco de ficar mal colocado na sacola.

Este equipamento foi desenvolvido para colocar terminadores (ponteiras) nas alças (cordinhas) de polipropileno, papel torcido e gorgurão facilitando sobremaneira esse processo. 

Principais vantagens:

1) Elimina totalmente o processo manual de produção de nó;

Com alças com ponteiras, o produto fica bem melhor acabado, o seu cliente recebe as embalagens mais cedo e sua empresa fatura antes.

 Maquina-de-colocacao-de-ponteiras-de-acetado-em-alcas-de-sacolas

filme de acetato